::: Menu :::
:: Colunas
:: Artigos Técnicos
:: Vip Links

::: Tá na Mídia :::
 

Ler as notícias de jornais e revistas, ouvir os principais programas de rádio e assistir a todos os noticiários de televisão fazem parte do dia-a-dia da TV Clipagem.

A produção jornalística de Santa Catarina é monitorada nas principais cidades do estado com a velocidade adequada às necessidades. A TV Clipagem oferece serviços em cinco atividades básicas:
Monitoramento de impressos, feito a partir dos principais jornais e revistas de circulação estadual e regionalizada.
Monitoramento de rádios, com acompanhamento das principais emissoras nas regiões de Florianópolis e Joinville.
Monitoramento de TVs, incluindo todas as emissoras de sinal aberto de Santa Catarina e as principais emissoras regionais por cabo/assinatura.
Análises, com gráficos que medem o desempenho jornalístico em mídia expontânea.
Clipagem Digital, incluindo todos os serviços listados em CD-Rom (áudio e vídeo em tempo real).



Elton: Hoje no quadro Brainstorm do Programa Tá na Mídia estamos recebendo Luciano Bitencourt, Diretor da TV Clipagem. Você sabe o que é isso? Pensa que é mais um canal de TV? Pois não é. Vamos deixar que o Luciano nos explique do que se trata a sua empresa.

Luciano: Muito Obrigado Elton pela oportunidade. A TV Clipagem basicamente trabalha com o acompanhamento das informações que veiculam em diversas mídias, como TV, rádio, jornais, revistas e eventualmente até internet. Nossa finalidade é selecionar, separar aquele material de qualquer uma dessas mídias, ou até de uma peça publicitária que interessa à empresa ou ao cliente que nos contrata. O nosso trabalho constitui-se essencialmente em assistir TV, ouvir os programas de rádio e ler os conteúdos dos jornais e revistas para aquelas pessoas que tem cada vez menos tempo no seu dia-a-dia agitado.

Elton: E como é que esse serviço se mantém? Qual é o retorno financeiro da empresa?

Luciano:
Estamos a nove anos no mercado. Nesse período já passamos por vários planos econômicos e tentativas de melhorias no mercado. De certa maneira, nosso trabalho sofre uma sazonalidade e já aprendemos a lidar com ela. Temos alguns serviços específicos, por exemplo, em anos de eleição como esse.


Elton: Quem é que solicita os serviços em anos eleitorais, os políticos ou o T.R.E.?

Luciano: Os candidatos e o próprio T.R.E. Inclusive esse é o terceiro ano em que o Tribunal Regional Eleitoral nos contrata para fazer esse monitoramento. A nossa intenção principal é fornecer dados para que a Assessoria de Imprensa tenha subsídios que lhes possibilite trabalhar a própria imagem do T.R.E. nos veículos de comunicação. Ao mesmo tempo também acompanhamos se existe algum tipo de irregularidade nos horários, por exemplo, se algum candidato está fazendo campanha em algum veículo fora do horário permitido. A função principal da TV Clipagem para esses clientes é a de mantê-los informados sobre tudo o que está saindo nas mídias sobre o assunto "política" naquele período contratado pelos mesmos, que vai geralmente de três a quatro meses antes das eleições e que pode se estender até o mês de novembro, isso se houver segundo turno.

Elton: Esse serviço que vocês fazem também serve para os eventos de final de ano? Quem realiza mais, quem realiza menos, a qualidade deles...

Luciano: Exatamente. Nós trabalhamos não só com TV, mas também com todo o tipo de informação veiculada. Muitos dos nossos clientes inclusive nem pedem comprovação gravada das exibições de um programa. Alguns pedem apenas um relatório com dados informativos. O sistema de trabalho da empresa funciona basicamente assim: assistimos aos programas de TV, ouvimos os de rádio, lemos as informações impressas e cadastramos a sinopse, o resumo em um banco de dados. A partir daí o próprio sistema emite um relatório que contém as informações que o cliente precisa. Esse relatório já sai com uma série de análises, que chamamos de Análise Qualitativa, que mostra o espaço - medido em horas e minutos - que foi ocupado na mídia, o número de registros, de inserções nos respectivos veículos e principalmente medimos também o retorno financeiro. Calculamos o espaço publicitário do período específico em que o cliente apareceu e transformamos aquilo em retorno financeiro, como se ele tivesse investido aquele dinheiro em publicidade, para que ele tenha uma noção, um parâmetro do valor de mercado.

Elton: Como são apresentados os dados ao cliente?

Luciano: Eles podem ser apresentados de várias formas: Uma entrevista em algum programa de TV, por exemplo, pode ser gravada em VHS, pode ser digitalizada e gravada em CD, pode ser apresentada em forma de texto, onde fazemos uma transcrição simples ou uma sinopse, podendo ser enviada via e-mail ou até ser disponibilizada no nosso site, que é atualizado periodicamente. Nosso endereço é o www.clipagem.com.br. A forma mais requisitada é o CD, até porque nele nós podemos resumir todas as mídias: podemos digitalizar o material de TV e rádio e escanear as partes impressas em jornal e revista. Tudo é bem organizado e de fácil manuseio por qualquer pessoa.

Elton: E as Assessorias de Imprensa se utilizam bastante desse serviço?

Luciano: A idéia de criarmos esse serviço da TV Clipagem surgiu exatamente para fornecer material não só para Assessorias de Imprensa, mas também para Assessorias de Comunicação e de Marketing inclusive.

Elton: O trabalho de vocês não é muito divulgado. Como as pessoas chegam até vocês e onde mais vocês estão além de Florianópolis?

Luciano: Hoje atuamos em Florianópolis, Tubarão e Blumenau. E ainda temos parceiros em Criciúma, Joinville, Chapecó, Curitiba e Porto Alegre. Na realidade todo esse pessoal trabalha na formatação dos serviços. Hoje recebemos de quinze a vinte solicitações de serviços diários de pessoas que vão até a empresa sem que a gente os procure. São trabalhos pequenos como, por exemplo, a pessoa vai ser entrevistada num programa de TV e quer a transcrição desse material para guardar ou qualquer outra finalidade.

Elton: E como funciona a Análise do Desempenho Jornalístico?

Luciano: Nós fazemos um apanhado de tudo o que sai na mídia sobre o cliente, o espaço ocupado e dividimos de várias formas: Podemos fazer um resumo por veículo, por emissora de rádio ou de TV, uma síntese por região, por período de exibição, e por aí afora. Também fornecemos esse material em forma de investimento publicitário, a fim de mostrar quanto o cliente ocupou de espaço espontaneamente e quanto teria pago por ele, se a sua exibição fosse proposital.

Elton: Só confirme pra nós uma informação que você tinha me dito antes sobre o número de horas de programação local:

Luciano: Nós fizemos um levantamento no estado de Santa Catarina e em média são exibidas algo em torno de cinco mil horas mensais de programação local, isso se somarmos todos os canais de TV. E é essa informação regionalizada que está sendo a mais solicitado por vários clientes. Eles tem acesso fácil a informações mais globais, mas tem certa dificuldade em achar material mais regional, e é aí que entra o nosso serviço.

Elton: Agora você já sabe o que é a TV Clipagem, esse serviço que pode ser útil para uma série de segmentos, para monitorar sua empresa, acompanhar como e quando você aparece na mídia, fornecer material para assessorias de imprensa e uma série de outros trabalhos. Parabéns Luciano e um abraço a toda sua equipe.

20/07/2002

 
Boletim Tá na Mídia

 
Se você quiser
receber as manchetes
dos programas
semanais do
Tá na Mídia,
cadastre-se:

 
O 1º Portal Catarinense de Publicidade e Propaganda