::: Quer Saber? :::
:: Publicidade
::::: O básico
::::: Campanha
::::: Conceituando
::::: Criatividade
:: Agência
::::: O básico
::::: O que é?
::::: Estrutura
::::: Briefing
:: Mídias
::::: Televisão
::::: Rádio
::::: Impressos
::::: Cinema
::::: Internet
::::: Mídia Externa
:: Marketing
::::: O que é
:::::
Esportivo
::::: de Interrupção
:: Merchandising
::::: O que é
:::::
PDV
:: Subliminar
::::: O que é?
::::: Como funciona
::::: Tipos de...
::::: Cores
::::: Exemplos
:: Design
::::: O que é?
::::: Exemplos
:: Cases
::::: O que é?
::::: Caldo Maggi
::::: Delícia
:: Curiosidades
::::: Diversas
::::: Glossário
::::: Eu, etiqueta
::::: Curtas
::::: Cultura Inútil

 

 Televisão 

 

OS NEGROS NA TV

::: Análises :::
:: Introdução
:: Os crimes
:: Negros na TV
:: TV Popular
:: Episódio Collor
:: Certo ou errado?
:: TV na educação

      Preparando o material para essa análise, nossa equipe teve acesso a várias bibliografias, muitas nem citadas aqui porque não foram realmente aproveitadas, por se tratarem de outros assuntos que não o foco do nosso seminário. Um deles foi de um professor da USP sobre o papel dos negros nas novelas brasileiras. Concordamos que o preconceito contra a raça negra ainda é um dos mais cruéis de nossa sociedade. Aliás, qualquer preconceito é uma forma de burrice sem igual. Enfim, que os negros são discriminados, das mais atrozes e possíveis formas, isso é fato. Mas daí a atribuí-lo a TV é de uma infelicidade extrema. Segundo o livro, os negros só ganham destaque em novelas de época, que falam dos fatos acontecidos na época abolicionista, como "Escrava Isaura". Fora essas situações, os negros são renegados e papéis secundários ou de mera figuração, como empregadas domésticas, motoristas, mordomos, porteiros, operários, etc. Isso, infelizmente acontece, não há como negar. O que nós contestamos apenas é que, mais do que qualquer outra coisa, o racismo é uma praga que está disseminada entre nós. A TV é racista, assim como nós. Como já foi amplamente exposto, a "caixinha mágica" retrata e espalha o que somos, o que fazemos e o que queremos assistir. Se nas novelas não aparecem negros ocupando cargos destacados, como chefes de departamentos, gerentes ou diretores de grandes corporações é porque na vida real isso pouco acontece. Se existem poucos negros advogados, engenheiros ou médicos, é porque em nosso meio eles também existem em quantidade reduzida. Façamos uma autocrítica: Quantas "pessoas de cor" comemoram o natal em nossas casas? Ou na casa de quantos negros não vamos a alguma ocasião festiva? Tudo bem, aí podemos dizer que "isso pouco acontece pois nessas ocasiões costumamos passar com nossos familiares mais próximos. E como somos descendentes de alemães e italianos temos poucos ou nenhum parente negro, pois é raro termos negros alemães ou italianos." OK, é um ponto de vista. Mas então façamos um paralelo mais diminuto: quantos negros almoçam pelo menos uma vez por semana em nossa mesa? Com quantos negros dividimos a roda de bate papo na cantina da faculdade? Novamente vem a contrapartida: "Muitos de nós almoçam na empresa, e nossos empregadores poucos negros trabalham comigo. E na faculdade também não há pessoas de cor." Outro questionamento então seria: quantos negros participam do nosso futebol dos fins de semana ou com quantos deles nós jogamos canastra em nossos programas de fim de semana? Diferentemente da família ou do emprego, esse é o nosso lazer, coisa que teoricamente deveríamos ter liberdade de escolha. Acontece que sempre colocamos a culpa em alguém: nos nossos antepassados, no nosso empregador, no reitor da faculdade, na televisão, mas nunca em nós mesmos. O racismo é antes de mais nada um problema nosso. Quando tirarmos a máscara da hipocrisia e mudarmos nossos hábitos, trazendo essas pessoas "diferentes" como os negros, os pardos, os asiáticos, etc. para o nosso convívio e passarmos a dar a eles o mesmo tratamento que damos aos nossos "semelhantes brancos", estaremos dando um enorme passo para o fim do racismo e da desigualdade, e por conseguinte, passaremos a ver mais negros advogados, médicos ou donos de empresa em nossas telenovelas.

 
Notícias Vip

 
Se você quiser
receber notícias Vip,
cadastre-se:

 

O 1º Portal Catarinense de Publicidade e Propaganda